Oswaldo apoia cobrança de Seedorf, mas diz que time do Bota não é de ‘freiras’

Mal no primeiro tempo do jogo contra a Portuguesa, o Botafogo ficou nervoso, criticou a arbitragem e discutiu até mesmo entre si. Seedorf cobrou os companheiros e discutiu com o lateral direito Gilberto. Em meio a gritos, o holandês deu um tapa no braço do companheiro, que retrucou com xingamentos. A discussão foi minimizada por Oswaldo de Oliveira, que classificou a situação como “normal”. O treinador ressaltou que o Botafogo – que venceu por 3 a 1 neste domingo – não é um “time de freiras”.

O treinador defendeu a atitude do líder Seedorf, mas lembrou que os garotos da equipe têm personalidade e nem sempre irão aceitar os conselhos com facilidade. “Os ânimos quentes são muito normais. Não é um time de freiras, é de homens que podem se desentender. Não vi essa situação, mas não é nada de diferente e que vá nos ajudar ou nos atrapalhar”, minimizou Oswaldo.

A atitude de Seedorf e a reação do lateral direito Gilberto não surpreenderam Oswaldo. O camisa 10 alvinegro comandou mais uma vez o time em campo, mas teve o seu conselho retrucado de forma firme. “Nem sempre eles acabam concordando com as cobranças, mas todos eles já passaram por essa situação e acatam depois. Os garotos são titulares porque são jogadores de personalidade forte. É normal que aconteça e são problemas que surgem e que são resolvidos”, disse Oswaldo.

Seedorf também fez questão de minimizar o tapa no companheiro e destacou que quis evitar que Gilberto pudesse tomar um cartão amarelo. “Nenhum desentendimento. Os garotos têm que entender que escutar às vezes basta. Queria proteger para não falar com o juiz para não tomar cartão, não entendeu. Tive que dar bronca. Pedi para concentrar no jogo. Nos organizamos, sem muita confusão entre nós e vencemos”, explicou o holandês.

Com 29 pontos no Brasileiro, o Botafogo voltou à liderança e frustrou os planos do Cruzeiro, que tem um a menos e estava na ponta do torneio após golear o Vitória no sábado por 5 a 1. Na próxima rodada, o Alvinegro visita o Atlético-PR para defender a posição na tabela.

 

Fonte: UOL

Sobre o autor
Editores responsáveis pelo site