Gegê, Andreazzi… Emprestados voltam fora dos planos e encabeçam barca no Botafogo

O Botafogo ainda busca seus primeiros reforços para 2018, mas neste meio tempo já vai montando a barca que deixará General Severiano. E a maioria dos emprestados que retorna ao clube neste fim de ano encabeça a lista. Nomes conhecidos da torcida alvinegra, como as antigas joias Gegê e Andreazzi. Por enquanto, só um dos que estão voltando será aproveitado: Yuri. Outro, mesmo após boa temporada, será reemprestado, e um tem a situação indefinida. Veja caso a caso:

YURI 

Yuri fez 13 jogos pelo Santa Cruz na Sèrie B (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Yuri fez 13 jogos pelo Santa Cruz na Sèrie B (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

É o único com quem Jair Ventura conta até o momento para a pré-temporada. O meia, que começou como lateral-esquerdo na base, será testado na ala, que perdeu Victor Luis e também pode ficar sem Gilson, na mira de Fluminense e Chapecoense. Nesta posição que ele foi aproveitado no Santa Cruz, onde disputou 13 jogos como titular na Série B. Antes, passou pelo Criciúma sem entrar em campo e ano passado pelo Gonçalense, onde se destacou como meia. Ele tem contrato com o Botafogo até 2019.

GEGÊ 

Gegê se destacou no ABC no estadual, mas não manteve o rendimento (Foto: Diego Simonetti/Blog do Major)

Gegê se destacou no ABC no estadual, mas não manteve o rendimento (Foto: Diego Simonetti/Blog do Major)

Promessa das categorias de base do Alvinegro, o meia sempre jogou no clube e foi emprestado esse ano para o ABC. Teve um primeiro semestre quase perfeito: foi campeão, vice-artilheiro com oito gols e eleito craque do Campeonato Potiguar. Mas na Série B nacional caiu de rendimento junto com todo o time, que trerminou rebaixado e na lanterna. Participou de 28 jogos da campanha, sendo 22 como titular, e marcou mais dois gols. Está com 23 anos e não terá o contrato que termina agora em dezembro renovado.

 

ANDREAZZI 

Andreazzi passou pela Cabofriense e agora está em Portugal (Foto: Andreia Maciel / Cabofriense)

Andreazzi passou pela Cabofriense e agora está em Portugal (Foto: Andreia Maciel / Cabofriense)

Apontado como joia, o volante de 23 anos foi contratado do Santo André ainda para a base do Botafogo e assinou contrato por três anos. Mas nunca se firmou no profissional. Sem jogar desde 2015, foi emprestado em 2016 a Cabofriense, onde se lesionou e sequer entrou em campo, e nesta temporada negociou com o Tupi-MG, mas sem sucesso. Encostado, acabou cedido neste fim de ano ao Gil Vicente, da Segunda Divisão portuguesa, onde tem apenas treinado e deve assinar contrato após o seu vínculo com o Alvinegro terminar em dezembro.

JEAN 

Jean foi campeão da Copa Rio pelo Boavista (Foto: Divulgação)

Jean foi campeão da Copa Rio pelo Boavista (Foto: Divulgação)

O lateral-esquerdo é mais um que será dispensado pela diretoria alvinegra, mesmo com a carência para a posição no elenco atual. Destacou-se na base por ser ofensivo e ótimo cobrador de faltas, mas também nunca se firmou no profissional. Esse ano, passou pelo Oeste na Série A2 do Paulista e Boavista na Série D do Brasileiro e Copa Rio, onde foi campeão. Mas perdeu espaço com a chegada do experiente Júlio César, ex-Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco. Seu contrato no Botafogo termina agora em dezembro e, aos 23 anos, ficará livre no mercado.

 

ANDRÉ LUIS

 
André Luis foi contratado pelo Figueirense após destaque (Foto: Luiz Henrique/Figueirense FC)

André Luis foi contratado pelo Figueirense após destaque (Foto: Luiz Henrique/Figueirense FC)

De todos, foi quem melhor aproveitou. O atacante de 23 anos passou por três clubes em 2017: salvou o Rio Verde do rebaixamento no Campeonato Goiano com cinco gols em oito jogos; no Ypiranga-RS, foi vice-artilheiro da Série C nacional com oito gols; e no Figueirense, chegou na reta final da temporada, marcou mais duas vezes em seis partidas e roubou a posição do Henan, que era titular e artilheiro do time. Porém, não foi suficiente para convencer Jair Ventura, e o Alvinegro Catarinense tentará um novo empréstimo. Ele tem contrato até 2019.

GORNE

 
Gorne foi um dos destaques do North Carolina na NALS (Foto: Divulgação / North Carolina)

Gorne foi um dos destaques do North Carolina na NALS (Foto: Divulgação / North Carolina)

Outro considerado como joia na base do Botafogo, onde fez 31 gols no ano passado e foi campeão brasileiro sub-20, o centroavante foi emprestado ao North Carolina, da NALS (North American League Soccer), segunda maior liga dos Estados Unidos. Lá, disputou 13 jogos, marcou seis gols e deu duas assistências. Com contrato até 2019 no Alvinegro, o jovem de 21 anos retorna um pouco mais experiente, mas ainda vai precisar convencer Jair Ventura. Ele ainda está sob avaliação para saber se será aproveitado ou reemprestado.

 

OUTRAS DESPEDIDAS

Outros nomes que estavam emprestados e rescindiram contarto ao longo da temporada foram: os meias Octávio e Marquinho, e o lateral-direito Diego. O atacante Pachu voltou do Santa Cruz para disputar o Campeonato Brasileiro Sub-23 e deve integrar o profissional na pré-temporada. Já Dierson, que disputou o Carioca pelo Macaé e estava encostado no Grupo 2, será dispensado ao fim do contrato agora em dezembro.

 
Guilherme, Roger e Renan Fonseca: ex-alvinegros em pelada beneficente (Foto: Reprodução)

Guilherme, Roger e Renan Fonseca: ex-alvinegros em pelada beneficente (Foto: Reprodução)

A barca alvinegra ainda tem Renan Fonseca e Jonas, que não terão seus contratos renovados, além de Victor Luis e Guilherme, que retornam de empréstimo a Palmeiras e Grêmio, respectivamente. Dudu Cearense, Airton, Emerson Silva, Gilson, Luis Ricardo e Saulo são os outros jogadores do elenco que ficam sem contrato e ainda não definiram o futuro junto com a diretoria. Roger já acertou com o Internacional.

Fonte: GE

Sobre o autor