Dirigentes que “saíram” continuam no Botafogo

botafogo-Sergio-Landau-640x480-divulgacao
O fim de mandato de Maurício Assumpção inaugurou um novo tipo de “demissão” no Botafogo – a saída mas nem tanto. Primeiro foi o CEO do clube, Sérgio Landau, que disse ter saído em julho mas continua tocando negociações – como a proposta de gestão compartilhada do Engenhão com a Odebrecht. Agora foi o diretor comercial, Airton Mandarino, que disse ter se desligado mas continua tocando as renovações de patrocínio da camisa e fornecimento de material.

Mandarino, amigo de praia de Copacabana de Assumpção, recebeu mais de R$ 100 mil em bônus porque os patrocínios de camisa superaram uma meta estabelecida. Essa meta, que era de R$ 22 milhões, foi atingida inteiramente com a renovação de contrato da Viton 44. Membros da oposição estranharam esse bônus, já que o clube pagou comissão de 5% pelo contrato da Viton para a Romar, empresa da família do presidente. Durante todo o mandato de Assumpção, só um ano teve pagamento de bônus para o diretor comercial – justamente  2014.

Fonte: Bastidores FC

Sobre o autor
Editores responsáveis pelo site