Com torcida e sem Marcelo, Botafogo faz último treino antes de pegar Vasco

Foi com o afago da torcida que o Botafogo encerrou a preparação para enfrentar o Vasco neste domingo, às 18h30 (de Brasília), no Nilton Santos, em busca da primeira vitória em clássicos em 2017 e da reabilitação no Campeonato Carioca. Na manhã deste sábado, o clube liberou para os torcedores os minutos finais da atividade fechada no campo principal do estádio. Cerca de 200 alvinegros compareceram com bandeiras, cartazes e tambores e fizeram festa para os jogadores. Victor Luis chegou a jogar sua camisa para a galera, e Jair Ventura até pegou um dos bandeirões para balançar relembrando os seus tempos de arquibancada (veja no vídeo acima).

Victor Luis, Botafogo (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)Victor Luis atirou a sua camisa de treino para os alvinegros após a atividade (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Em campo, a possível baixa de Marcelo se confirmou. Com uma lesão no músculo posterior da coxa direita, o zagueiro ainda vai fazer exame, sequer treinou e está fora do jogo contra o Vasco. Marcinho e Fernandes, que treinou improvisado na atividade de sexta-feira, disputam a vaga aberta na lateral direita. Entre os outros machucados, Matheus Fernandes e Leandrinho já iniciaram a transição no gramado após problemas musculares na coxa; e Helton Leite começou a trabalhar com bola (veja no vídeo abaixo) e está perto da volta. Luis Ricardo e Jefferson estão no final de suas recuperações, e Gustavo Bochecha e Jonas só retornam no segundo semestre.

Na parte aberta do treino, jogadores faziam apenas trabalhos técnicos. Jogadores como Camilo, Marcinho, Lindoso e Sassá treinavam cobranças de falta e pênalti. A tendência é que o time vá para o clássico com Gatito Fernández, Fernandes (Marcinho), Carli, Emerson Silva e Victor Luis; Airton, Bruno Silva, Camilo e Montillo; Pimpão e Roger. O Botafogo está em terceiro no Grupo B da Taça Rio, com três pontos, e em quarto lugar na classificação geral, com 10 pontos.

Futebol dos boleirinhos e homenagem a Caio Granado

filhos, Botafogo (Foto: Divulgação / Botafogo)Em pé: filhos de Tênius (gêmeos), Roger e Gilson. Agachados: de Carli, Pimpão e Montillo (Foto: Divulgação / Botafogo)

O dia diferente no Nilton Santos começou com futebol dos boleirinhos. Filhos de Carli, Pimpão, Gilson, Roger, Montillo e do preparador de goleiro Flavio Tênius bateram bola no campo principal, enquanto os jogadores ainda subiam para o aquecimento – Valentim, um dos meninos do meia argentino, chegou a fazer um golaço chapelando um dos amiguinhos e finalizando com categoria.

E o treino terminou com homenagem à família de Caio Granado, jogador do Botafogo Reptiles, time de futebol americano do clube, que morreu na última terça-feira em acidente de carro após o jogo contra o Estudiantes, pela Libertadores. Familiares foram convidados pelo clube, e a mãe do atleta, Dona Chrysthina, era a mais emocionada. Ela abraçou Jair, Sassá, Helton Leite e outros jogadores de quem seu filho era fã e reverenciou a torcida, que gritou “Caio eterno”!

Dona Chrysthina, Caio Granado, Botafogo (Foto: Thiago Lima)
Dona Chrysthina, mão de Caio Granado, ficou emocionada com homenagem do clube e da torcida (Foto: Thiago Lima)
 
Fonte: GE
Sobre o autor