Cinco dias para se tornar Top 5: Jefferson está a dois jogos de igualar Manga

Jefferson é ídolo do Botafogo. Tem dois Cariocas no currículo, atuações memoráveis e, enquanto alvinegro, pegou pênalti de Messi com a camisa da Seleção. Decidido a se aposentar em 2018, ele ainda tem metas: quer um título importante e se tornar um dos três atletas que mais jogaram pelo clube.

– Tenho muitas metas particulares e com o Botafogo. Nunca fui de desejar bater meta, mas a gente vai jogando e, quando menos percebe, já está entrando no top 10 dos que mais vestiram a camisa do Botafogo. Tenho uma meta pessoal de estar entre os três que mais vestiram a camisa do clube até o fim do ano. E eu quero ajudar o Botafogo a levantar um caneco de importância – afirmou em entrevista ao GloboEsporte.com, publicada no último dia 12.

Se jogar neste sábado, contra o Madureira (às 19h, no Nilton Santos, pelo Carioca), e na próxima terça, diante do Aparecidense (em Goiás, às 21h30, pela Copa do Brasil), chegará a 442 partidas. O número é o mesmo de Manga, considerado o maior goleiro da história alvinegra.

No último domingo, na vitória por 1 a 0 sobre o Boavista, empatou com o meio-campo Carlos Roberto na sexta colocação entre os que mais atuaram pelo clube.

Com 440 jogos, Jefferson tem três títulos como alvinegro: os Cariocas de 2010 e 2013 e a Série B de 2015. Vale destacar que no primeiro, ele defendeu pênalti de Adriano em jogo que garantiu o caneco. Já em relação ao último, sua participação na Segunda Divisão foi uma demonstração de amor ao clube num momento em que, aos 31 anos, estava bastante valorizado pelas grandes atuações e convocações. Preferiu ficar e rejeitar propostas de grandes clubes.

Confira o Top 5:

  1. Nilton Santos, 721 jogos
  2. Garrincha, 612 jogos
  3. Waltencir, 453 jogos
  4. Quarentinha, 444 jogos
  5. Manga, 442 jogos

Fonte: GE

Sobre o autor