Por que tanto se questiona sobre a grandeza do Botafogo?

Em 2014, pela segunda vez em sua história, o Botafogo de Futebol e Regatas foi rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro. A queda já era anunciada há meses por vários motivos, sendo a maior parte deles por causas envolvendo o ex-presidente Maurício Assumpção.

Desde o dia que sucedeu a partida contra o Santos, na qual o rebaixamento foi decretado matematicamente, muitos passaram a colocar em questão a grandeza do Botafogo. Entre os torcedores isso é algo normal, que ocorre naturalmente sempre que algum clube passar por um momento ruim. A diferença é que desta vez é a mídia que está botando em cheque.

Na segunda feira (2), no programa Bate-Bola, da ESPN Brasil, um dos temas não era a queda em si da equipe de General Severiano e sim se era possível afirmar que é difícil considerá-lo grande. Mais tarde, no Bem Amigos, do Sportv, Arnaldo Cezar Coelho chamou o Botafogo de pequeno, ao justificar as grandes atuações de Jefferson: “Goleiro de time pequeno se destaca”.

arnaldo12

A crise vivida pelo clube certamente é uma das maiores da história, não só do próprio Botafogo, como de todos os clubes do G12. Ainda assim, é cedo demais para decretar a “morte” da instituição.

falecimento

Capa do Jornal Extra, do Rio de Janeiro, no dia seguinte ao rebaixamento do Botafogo

O Atlético-MG no período que antecedeu a conquista da Libertadores 2013 passou por um período tão ruim quanto ou mesmo pior e nunca deixou de ser grande. Vasco e Palmeiras viveram jejuns de títulos nos anos 2000, convivem com constante más campanhas nas temporadas e continuam grandes.

O Botafogo, apesar dos quase 20 anos sem conquista de âmbito nacional, é um time que estava estabilizado em uma certa parte da tabela, aquela que beira o G4. Desde 2004, ano em que voltou à Série A após cair em 2002, o clube só lutou contra a queda três vezes (2004, 2009 e 2014). Nos outros anos, brigou por vaga na Libertadores da América.

Outro ponto foi a conquista de estaduais. Por mais que o menosprezem, vencer o Campeonato Carioca tem uma dose de importância, embora obviamente menor que uma copa do Brasil ou Campeonato Brasileiro, por exemplo. Em 2006, 2010 e 2013, a torcida apoiou o time e vibrou nestes títulos. Além disso, gerou momentos marcantes, como por exemplo, a cavadinha de Loco Abreu. O Vasco não vence o estadual há 11 anos, será que eles não ligam? Quando o Botafogo é eliminado, vocês ficam indiferentes? Certamente não.

Em 2012, Seedorf veio ao Botafogo e os olhos do mundo inteiro apontavam para General Severiano. A imagem do clube foi divulgada em um alcance internacional. Mas se engana quem acha que lá fora as pessoas não conheciam a equipe. O Botafogo é mundialmente conhecido.

 
No fatídico ano de 2014, todos aqui perceberam a crise e péssima sequência de resultados que culminaram em todo esse momento da equipe. Porém, antes do pesadelo, os botafoguenses viveram um período mágico na Libertadores da América. A torcida foi uma das mais presentes, apesar da curta participação na competição.

publico liberta

Será que neste momento já consideravam o clube pequeno/médio? Será que os argentinos, uruguaios e paraguaios olhavam para o Alvinegro e o consideravam pequeno? Será que a torcida era tão ruim como muitos falavam? Que tal uma opinião de um torcedor do San Lorenzo no Twitter acompanhando a partida de estreia da fase de grupos?

hinchada12

“hinchada” = torcida

Ok ok, mas por que eu estou falando isso tudo?

Para mostrar que é exagerado esse “apequenamento” apontado por muitos, seja via imprensa ou torcedores, não só rivais, como do próprio Botafogo. Os últimos anos não foram tão negativos como aparentam ser. A crise é grande, mas com uma nova gestão o clube possivelmente vai voltar à primeira divisão. Se ficar anos na Série B, cair para a C, decretar falência de fato e fechar as portas, aí sim falem o que quiserem, mas hoje, é um exagero dizer que ele não faz mais parte dos grandes.

Que fique claro que esse post não é um meio de tentar amenizar o momento do clube. Como já apontado nesse texto, a crise é uma das piores da história e a situação é difícil. Porém, há jeito de reverter e não vai ser uma ida à segunda divisão que vai determinar que o Botafogo deixou de ser grande.

2013-610307315-2013050524376.jpg_20130505

 

Sobre o autor
Jornalista formado pela Facha, carioca e torcedor fanático. Presença constante nos jogos, até hoje não se conforma com os títulos não conquistados de 2007, sente falta do Loco Abreu e é contra o alto preço dos ingressos. Twitter: @dudumuniz_