A convocação

Filhos da Solitária Estrela que habita o céu preto e branco, não podemos duvidar da força desse elenco que nos representa dentro das quatros linhas. Somos os atuais campeões cariocas, estamos com os salários atrasados, podemos voltar a liderança nesta quinta-feira, mas nada disso seria possível sem a nossa força dentro da arquibancada.

Certa vez ouvi de um torcedor rival, que foi ao Maracanã comigo, que a torcida do Botafogo é única. Certamente ele usou como base aquele velho depoimento do Botafogo e São Paulo de 2007, quando “os de outro sexo” se impressionaram com a maneira de torcer dos alvinegros.

Enfim, não podemos nos abater com os pontos perdidos nos últimos jogos. Temos que lutar ao lado dos nossos guerreiros. Vocês, meus irmãos, sabem a diferença que fazemos dentro do Maraca. Sabem que sem nós o Botafogo não venceria o Vasco no último encontro.

Este ano, a única torcida que teve momentos de festa foi a do Botafogo. Tricolores, flamenguistas e vascaínos ainda estão esperando por isso. Assim, peço a vocês que compareçam nesta quinta-feira, escutem o chamado do comandante Seedorf, e apoiem esta equipe.

Se treino é jogo e jogo é guerra, façam do seu manto as suas armaduras, que suas vozes funcionem como escudo e espada, e que no final da guerra a bandeira que ficará no alto do mastro seja a do Botafogo.

Sobre o autor
Carioca, não gosta de bacalhau, não tem ficha criminal e é bem resolvido sexualmente, afinal é torcedor do Botafogo. É repórter do Diário Lance! e do Lance!Net, além de escritor no BlogdoMatturo.com